10 de janeiro de 2017


Na agenda do mês de janeiro da Hipopómatos na Lua diz assim: «Os miúdos lêem o que os graúdos escolhem. Pais, Avós, Professores, Educadores, o que devemos saber antes de escolher? Os Hipopómatos propõem alguns encontros para partilha de conhecimentos.» 
Numa sessão intitulada «Imagens ao domingo» terei o privilégio de inaugurar o ciclo «O que lêem as nossas crianças?» a decorrer no próximo domingo, dia 15, pelas 15h30, na Hipopómatos na Lua (para quem não sabe, em Sintra). 

Por isso, miúdos e graúdos, apareçam! Venham conversar comigo sobre ilustração e participar numa atividade prática.

nota: ilustração do cartaz da autoria de Gabriela Sotto Mayor para o livro «Ilustração de livros de LIJ em Portugal na primeira década do século XXI - caracterização, tipificação e tendências».

6 de janeiro de 2017

«Porto de memórias» - exposição de Gabriela Sotto Mayor no Museu Arqueológico do Carmo

Depois de uma conversa (que se espera) animada (que ocorrerá às 15h) com a Susana André, moderada pela Elvira Cristina Silva, inaugurará a minha exposição de ilustração sobre a cidade do Porto. É no Museu Arqueológico do Carmo, em Lisboa (só mesmo uma portuense para achar que é preciso informar que o museu do Carmo fica em Lisboa). Estará patente de 14 de janeiro a 14 de fevereiro. Esperem! Já pensaram naquele presente especial de Dia de Namorados? Também só me ocorreu agora ao ver a data em que a exposição terminará. Não percam a oportunidade, pois as ilustrações estarão disponíveis para venda. 
Apareçam! Venham ver e ouvir.

27 de dezembro de 2016

Ilustração: da arquitetura ao livro infantil

Desta vez levo a (minha) ilustração (e a dos outros) a Lisboa. No dia 14 de janeiro, às 15h, estarei no Museu do Carmo a conversar sobre ilustração com Susana André e Elvira Cristina Silva (moderação). Apareçam. 

20 de dezembro de 2016

«Porque tem ovelhinhas na camisolinha!» na revista inVISIBILIDADES




A InVISIBILIDADES, revista Ibero-americana de pesquisa em educação e artes é de acesso livre.

O meu artigo «Porque tem ovelhinhas na camisolinha!» - a predileção do destinatário preferencial face às ilustrações dos livros premiados pelo Prémio Nacional de Ilustração [2000-2009] pode ser lido a partir da página 73 deste número 9 (agosto de 2016). Mas todos os artigos são de interesse.
Aproveitem.
Divulguem.

21 de outubro de 2016

«Sejam bem-vindos à nossa aldeia» na Fundação PT

Ilustrações à venda, prontas para se tornarem maravilhosos presentes de Natal.

Ainda têm uma semana para visitar a exposição “Sejam bem-vindos à nossa aldeia!”, que se encontra no Espaço PT Tenente Valadim (desde o dia 4 e) até ao dia 28 de Outubro.

Deixo-vos algumas fotos da inauguração e algumas ilustrações para aguçar o apetite.
«Oh, é tão difícil escolher.»
«Ouve-me, por favor!»

«A minha primeira montanha.»

Dimensões: A5 e A3 | Técnica: Ilustração digital impressa em alta resolução com tintas de pigmento de carbono em papel Fine Art (White Velvet – 270grs, livre de ácidos). | Edições limitadas [20 ou 50]. Assinadas e numeradas.
Comecem já a pensar no Natal!

Horário: 2.ª a 6.ª das 9h às 19h
Endereço: R. Tenente Valadim, 431 – Porto

Eu e Manuela Oliveira, responsável pelo Património e Cultura da Fundação PT e curadora desta exposição.
Eu e o meu filhote. Ele a exigir explicações sobre um dos retratos dos habitantes da aldeia.






Neste dia ele era uma ave poderosa. Um falcão.

19 de outubro de 2016

«A queda de um anjo» em exposição em Famalicão

As minhas ilustrações para o livro «A queda de um anjo» de Camilo Castelo Branco, adaptado para os mais novos por Albano Martins (Quasi/Sol, 2008), estão na Sala de Exposições da Casa de Camilo – Centro de Estudos Camilianos, em São Miguel de Seide, Vila Nova de Famalicão, desde o passado dia 7 de outubro e até 29 de janeiro de 2017.


A exposição insere-se num programa cultural vasto que pretende assinalar (em 2016) os 150 anos da edição da obra «A Queda dum Anjo», um dos mais populares e atuais textos literários de Camilo Castelo Branco. O livro ilustrado para o qual estas ilustrações foram criadas, que já não se encontra disponível no circuito comercial, poderá ser adquirido no local a preço de saldo. Aproveitem.
A queda de um anjo

As ilustrações estão à venda!
Dariam belíssimos presentes de Natal, não acham?

Exposição patente de 7 de outubro até 29 de janeiro de 2017.

Centro de Estudos
2ª a 6ª feira | 10h00 > 17h30
Sáb. e Dom. | 10h30 > 12h30 / 14h30 > 17h30

7 de outubro de 2016

«Libro-álbum: 16 preguntas con respuesta» por Román Belmonte

Do blogue Donde Viven Los Monstruos: LIJ, da responsabilidade de Róman Belmonte aconselho a leitura do post do passado dia 5: «Libro-álbum: 16 preguntas con respuesta».

Mas deixo à vossa reflexão o seguinte: Na resposta à pergunta «Que tipos de libro-álbumes podemos definir en base a los lenguajes artísticos que contienen?» parece apresentar uma classificação deste tipo de produto editorial, mas nas respostas seguintes argumenta contraditoriamente. Román Belmonte parece confundir o conceito de livro-álbum. Se o livro-álbum é aquele em que a palavra e a imagem dialogam de tal forma que a sua leitura combinada gera um novo texto global, que nunca poderia ser compreendido se cada código fosse lido separadamente, um «libro-álbum narrativo» como o define é nada mais nada menos que um livro ilustrado, apenas. Como bem diz, aqueles livros em que «la ilustración sólo acompaña y apoya».  De qualquer modo, é uma entrevista que vale a pena ser lida. É um bom resumo da temática «livro-álbum».